• HQ•Content

É possível mudar os hábitos nutricionais sem prescrição dietética?

Atualizado: Fev 26


Um dos problemas de saúde contemporâneos mais importantes é a prevalência global de excesso de peso e obesidade O aumento da densidade energética da dieta associado com redução da prática de exercício físico, são os principais fatores que contribuem para o aumento do peso corporal médio da população.


Com isso, podemos observar que as consultas nutricionais tradicionais focadas em restrições calóricas frequentemente têm falhado em gerar resultados consistentes e duradouros na perda de peso, mas mesmo assim, ainda é o método mais utilizado. Por conta desse cenário atual, as novas diretrizes de tratamento da obesidade já focam nas modificações do estilo de vida para alcançar a perda de peso, mostrando que, a melhor maneira de lidar com isso é por meio de mudanças comportamentais.


Dietas restritivas x mudança comportamental


Além das dietas restritivas serem na maioria das vezes ineficazes na redução de peso a longo prazo, entre 90% e 95% dos indivíduos que as seguem recuperaram o peso a longo prazo, e às vezes, pesando mais do que antes. Isto ocorre devido a vários mecanismos fisiológicos e psicológicos que protegem o corpo contra a fome, podendo promover o efeito oposto do que se planeja, desencadeando mudanças no metabolismo energético, função endócrina, e assim, aumentando a gordura corporal.


Por conta disso, novas abordagens que enfocam o tratamento comportamental sem restrição alimentar e com mudanças no estilo de vida podem ser mais eficazes. Visto que, a perda de peso sustentável requer que o paciente adote e incorpore novos padrões de comportamento em suas vidas, e não simplesmente siga uma dieta restritiva com “prazo de validade”. Além disso, essa estratégia pode ser adotada com sucesso em um modelo chamado de Coaching nutricional (CN), para trabalhar principalmente com indivíduos obesos.


Saúde, bem-estar e orientação nutricional


Coaching de saúde e bem-estar é uma parceria entre o profissional e o cliente, que enfatiza a mudança de comportamento para melhora da saúde. CN é um derivado da estratégia comportamental de coaching em saúde, na qual promove mudanças sustentáveis ​​nos hábitos alimentares. Este profissional apoia os clientes, ajudando-os a alcançar o autodirecionamento, motivação de forma autônoma e objetivos alinhados com seus reais valores pessoais. Este é um dos pontos principais e o diferencial deste método, tendo em vista que, geralmente, há resistência de mudanças quando a mesma é sugerida por outros, sem a análise individual da vida do paciente.


Portanto, ao praticar este modelo, deve-se abandonar o papel de especialista em nutrição e, em vez disso, permitir que o cliente assuma a liderança ajudando-o a perceber que a mudança deve vir dele mesmo, sendo você um parceiro nessa jornada.


Como o nutricionista pode atuar como um coach?


Para que o nutricionista seja um coach e aprenda usar técnicas voltadas para mudança de comportamento, é necessário fazer um curso de especialização em Coaching Nutricional. Nestes cursos, o profissional aprende sobre a ciência da Nutrição em relação ao peso, obesidade e transtornos alimentares, além da área comportamental. O objetivo é apresentar uma Nutrição com Ciência e Consciência e ferramentas para um atendimento mais personalizado e humanizado, com foco na mudança de hábitos e na construção de uma relação mais saudável com a comida.


Ao completar o curso, o nutricionista terá uma certificação de Coaching nutricional e estará apto para melhorar o seu atendimento, pois poderá se aproveitar de quando necessário, do coaching nutricionais e de todas as ferramentas que o mesmo envolve. Abaixo, listei para você algumas diferenças entre a consulta nutricional típica, e uma sessão de coaching nutricional.


Quais são as principais diferenças entre os dois métodos?


Consulta tradicional:

  • Prescrição de dieta: metas definidas pelo profissional

  • Sujeito como paciente, não tomando decisões

  • Profissional como educador e prescritor de dieta alimentar

  • Profissional é líder e especialista que se esforça para resolver problemas

  • Distância entre profissional e paciente

  • Profissional se sente responsável pela saúde do paciente

  • Faz perguntas fechadas exigindo. Respostas “Sim” ou “Não” (ou seja, “Você come frutas?” “Você se considera uma pessoa saudável?” “Você se exercita?”)

  • Perguntas com “Por que” com foco no presente e no passado

  • Concentra-se em corrigir um problema: às vezes motivado pelo medo


Coaching nutricional:

  • Principalmente nas primeiras sessões, sem prescrição de dieta: o plano de ação se desenvolve por meio de metas autodeterminadas com base nos valores do cliente

  • Cliente ativo e líder em processos de decisão

  • Profissional como facilitador da mudança alimentar

  • Profissional como um parceiro/aliado sem julgamento, acreditando que o cliente pode encontrar as respostas necessárias para as soluções

  • Relacionamento próximo, que por si só faz parte do processo

  • O profissional acredita que o cliente é responsável por sua própria saúde

  • Faz perguntas abertas com muitas respostas possíveis (ou seja, "Fale mais sobre seu consumo de vegetais? ” “Como você vê sua saúde agora e no futuro?")

  • Perguntas com “Como” com foco no presente e no futuro

  • Foco na melhoria contínua: mudança de comportamento motivada pela felicidade e crescimento, ajudando-o a entender que haverá deslizes mas que fazem parte do processo.


Logo, embora as prescrições com restrição calórica sejam o método mais popular para manejo nutricional do sobrepeso e da obesidade, há evidências suficientes para indicar que podem ser ineficazes a longo prazo, quando não há mudança de comportamento.


Referência e indicações


Blog BF Eventos: O Coaching Nutricional no Tratamento da Obesidade


Artigo: Improving Nutritional Habits With No Diet Prescription: Details of a Nutritional Coaching Process - American Journal of lifestyle Medicine


Artigo: Nutritional Coaching Process Improve Nutritional Habits and Body Composition without a Diet Prescription Even 36 Weeks after the Last Sessions - Remedy Publications LLC